'Minha Mãe é uma Peça 3' se torna a produção nacional com maior bilheteria de todos os tempos

22/01/2020

Se você assistiu o novo filme do Paulo Gustavo, então você entende o motivo desse recorde!

"Minha Mãe é Uma Peça 3" se tornou o longa nacional com maior bilheteria de todos os tempos, deixando para trás as superproduções "Star Wars: A Ascensão Skywalker" e "Frozen 2", que estrearam na mesma semana.

De acordo com a Downtown Filmes, a comédia arrecadou mais de R$137 milhões até o momento, superando os R$120 milhões da cinebiografia de Edir Macedo "Nada a Perder", que, como todos sabem, não atingiu este patamar de forma 'honesta', já que os ingressos foram comprados, mas as salas de cinema estavam vazias.

A franquia “Minha Mãe É Uma Peça” é baseada na peça de mesmo nome, criada e estrelada por Paulo Gustavo que levou milhões de espectadores ao teatro ao longo dos anos em cartaz. Lançados em 2013 e 2016, os dois primeiros filmes levaram mais de 13 milhões de espectadores aos cinemas com uma arrecadação total de R$173.798.332,00 (*Fonte: Filme B).

Na terceira produção, novos personagens surgem para deixar a mãe mais amada do Brasil com os bobes para o alto. Já não bastasse o namorado de Marcelina (Mariana Xavier) que parece ter poucas habilidades para ser pai, eis que surge Ana (Stella Maria Rodrigues), a sogra de Juliano (Rodrigo Pandolfo), que chega para atormentar a vida de todos. São tantas novidades que Hermínia vai parar em Los Angeles com Dona Lourdes (Malu Valle) para relaxar e também se redescobrir. Com direção de Susana Garcia, a comédia também tem no elenco Herson Capri, Samantha Schmütz, Alexandra Richter, Patrycia Travassos, Malu Valle, Lucas Cordeiro, Cadu Fávero e Bruno Bebianno.