Stereo Pop indica: 'Anne with an E'

03/08/2018

Há algum tempo, começamos a assistir uma série não muito comentada pelos canais de comunicação, chamada "Anne With An E", uma produção canadense baseada no livro "Anne de Green Gables", de 1908, de Lucy Maud Montgomery.

O enredo mostra a história de Anne, uma orfã que depois de 13 anos sofrendo no sistema de assistência social, é finalmente adotada por um casal de irmãos, ambos solteiros.

A garota, que 'deveria ser' um garoto devido a um erro na hora de adoção, acaba conquistando o seu espaço em sua nova casa, pelo seu alto nível de imaginação e intelecto, adquirido por meio da leitura, que era sua única fuga durante os momentos trágicos de sua vida.

A primeira temporada, que foi exibida pela CBC, contou com sete episódios e foi disponibilizada mundialmente pela Netflix.

A segunda temporada, que estreou em julho na plataforma de streaming, contou com 10 episódios.

A série é pura, cativante, inteligente e consegue passar isso para os seus telespectadores, por meio de uma protagonista sonhadora, que precisa enfrentar inúmeras situações de preconceito e rejeições em sua comunidade, dando uma lição de humanidade, amor e aceitação.

As duas temporadas de "Anne With An E" estão disponíveis na Netflix.

Cancelamento

Apesar de agradar o público e a crítica, a série está correndo o risco de ser cancelada.

A roteirista do seriado, Moira Walley-Beckeet, fez um apelo aos fãs em sua rede social para que o cancelamento seja evitado.

Confira:

“Queridos fãs de AWAE! Se você quer uma terceira temporada, eis o que você precisa fazer: Faça quem ainda não viu #acordareassistir! Você ama a nossa série (eba!) Agora você pode espalhar a palavra e ajudar mais amigos a se apaixonarem por ANNE! Precisamos de novos olhos nas telas! Precisamos construir um público! VOCÊ PODE AJUDAR! Confira com todo mundo que você conhece! Espalhe a palavra! Espalhe o amor! Diga para quem não viu #acordareassistir! Fãs de AWAE unidos! Vamos fazer isso acontecer juntos! Descubra quem não viu a série e o faça ver!”, escreveu Moira Walley-Beckett.

Se você assistiu a série e gostou, indique a um amigo (a). Coisas boas precisam ser compartilhadas!